Há alguns anos o e-commerce é a resposta para a maioria das perguntas quando o assunto é transformação e inovação nas vendas do mercado editorial. Entende-se por e-commerce todo o trabalho organizacional de uma empresa dentro do mundo virtual com o intuito de projetar seu produto e aumentar suas vendas.

O comércio eletrônico vai muito além da loja virtual. E-commerces costumam ter estratégias mais robustas para a internet, utilizando técnicas de marketing digital nas mídias sociais, email marketing, entre outros.

O comércio varejista de livros vive uma crise crescente nos últimos 20 anos. Alguns dos motivos mais apontados para esta crise são as inúmeras transformações e avanços tecnológicos que pegaram de assalto, primeiro as livrarias de bairro e depois as grandes redes. Os antigos formatos de negócios já não se aplicam, uma vez que o mercado exige atualização constante. Neste ponto, para acompanhar as transformações, grandes marcas buscam se modernizar e acompanhar todas as tendências de mercado. Esta mudança de modelo de negócios tem por base descontinuar tudo aquilo que já não corresponde a realidade comercial do século XXI.

Na contramão das lojas físicas, as plataformas digitais de vendas de livros seguem crescendo. Movimento natural dos consumidores, já que a maioria passa cada vez mais tempo navegando na internet e, por consequência, consumindo mais produtos em espaços virtuais. No caso dos livros, também aumentou consideravelmente o consumo de obras virtuais e, é claro, o livro físico. No Brasil, a despeito da crise vivenciada neste setor, o consumo de livros físicos vem crescendo. Uma pesquisa do Snel em parceria com a Nielsen Bookscan Brasil revelou que entre agosto e setembro de 2018 a venda de livros teve um aumento de 5,37% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Mesmo representando apenas 7% dos livros vendidos, o e-commerce possui uma participação de quase 1/3 do faturamento do setor. Muitas são as estratégias utilizadas para se diferenciar neste mercado que vive em constante crescimento. Uma delas é a diferenciação do Marketplace de cada marca, onde as personalizações individuais de oferta e demanda são o chamariz para instigar o interesse do consumidor.

Com este foco, todos os espaços virtuais de e-commerce do Grupo Editorial Zit foram pensados. Cada item em exposição e material extra livro foi criado para seus escritores, leitores e parceiros comerciais. Em estímulos visuais e criações virtuais únicas, todo o conteúdo existente no Marketplace da Zit corrobora e apoia cada projeto em andamento no Grupo. Assim também é com cada parceiro do Programa Divulgadores do Conhecimento que, além de terem a sua disposição um portifólio premiado dentro e fora do Brasil (sem se preocupar com estoque ou logística), treinamento e consultoria, também contarão com páginas pessoais personalizadas, onde cada parceiro terá seu material trabalho organizado, facilitando assim, as representações e apresentações para o consumidor final.

Com a apresentação deste modelo disruptivo, o Grupo Editorial Zit inova no setor, embarcando como exemplo junto a cases de sucesso de algumas das maiores marcas no mercado online.

Quer saber mais sobre o nosso projeto? Cadastre-se

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *